Roberto de Lucena avalia o trabalho parlamentar realizado no primeiro semestre

Roberto de Lucena faz um balanço do trabalho parlamentar no primeiro semestre do ano

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) fez um discurso no plenário da Câmara Federal sobre o balanço do trabalho realizado no primeiro semestre de 2013. Ele fez menção às manifestações populares que ocorreram em todo Brasil e respaldaram importantes mudanças que favorecem o combate à corrupção e outras bandeiras de seu mandato.

Roberto de Lucena enfatizou que o Parlamento deu a resposta que a sociedade brasileira esperava quando disse não à PEC 37, que tirava poderes de investigação do Ministério Público.  O deputado disse ainda que foi graças às vozes das ruas, que ecoaram de norte a sul, leste a oeste deste País, que a Câmara Federal brevemente colocará em pauta o projeto que torna a corrupção em crime hediondo.

“Quero ressaltar que sou o autor do Projeto de Lei 2489 de 2011 que torna a corrupção e a concussão crime hediondo. E apresentei a proposta há dois anos, bem antes do clamor popular, pois mesmo sem ir às ruas, a população já deixava claro que não suportava mais assistir desmandos e desvios dos recursos públicos, bem como também não suporta mais a pesada carga tributária que está sobre os ombros de quem gera emprego e renda”, afirmou.

“O povo que trabalha cinco meses por ano para pagar seus impostos quer vê-los revertidos em boas escolas, com professores valorizados; hospitais dignos, bem equipados e com médicos bem remunerados; segurança pública aparelhada, com profissionais civis ou militares reconhecidos e recebendo salários justos e dignos; transportes públicos de qualidade, obras de excelência em infraestrutura e mobilidade urbana”, completou.

Educação e melhores condições de trabalho

Roberto de Lucena também comemorou a aprovação em primeiro turno de 75% dos royalties do petróleo para a educação e 25% para a saúde. O parlamentar disse que a saúde representa um dos grandes desafios que o Congresso deve enfrentar no presente e no futuro, especialmente considerando o envelhecimento da população.

O deputado citou, ainda, a aprovação da PEC do empregado doméstico, que concedeu mais direitos e mais dignidade a essa classe de trabalhadores no Brasil, como uma das mais importantes conquistas da atual legislatura.

Saúde

Roberto de Lucena contribuiu com a discussão da saúde da mulher e levou ao Congresso o debate sobre doença que causa a infertilidade feminina e impõe grande sofrimento à mulher, a endometriose. Estima-se que 6 milhões de mulheres sofrem com a endometriose no Brasil.

“Também mereceu nossa atenção o combate ao trabalho escravo, ao trabalho infantil e o apoio às vítimas de contaminação por chumbo e metais pesados, em Santo Amaro da Purificação, na Bahia, discussão que propus na Comissão de Seguridade Social e Família e agora coordeno na CDHM”, declarou o parlamentar.

Em defesa da família

Roberto de Lucena discursou ainda sobre a principal bandeira de seu mandato, que é a defesa da vida e da família. O parlamentar ocupou a tribuna da Câmara inúmeras vezes para manifestar sua indignação e repúdio às propostas de descriminalização do aborto, da eutanásia e do uso de drogas.

“Lutei e vou continuar lutando pela redução da maioridade penal para que jovens que matam, estupram ou sequestram, sejam tratados como adultos perante a lei. E não vou tirar meus olhos das iniciativas daqueles que tentam, diariamente, aprovar na nova redação do Código Penal Brasileiro, verdadeiros atentados à vida e à família tradicional”, finalizou.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações