Roberto de Lucena exalta vocação social histórica da Igreja Metodista Wesleyana

O deputado federal Roberto de Lucena promoveu uma sessão solene em homenagem à Igreja Metodista, à Igreja Metodista Wesleyana e ao Dia do Coração Aquecido na sexta-feira, 14. Os líderes da denominação no Brasil prestigiaram o evento.

Roberto de Lucena e o deputado Áureo, do Rio de Janeiro, receberam o Bispo Elisiário Alves dos Santos, presidente nacional da Igreja Metodista Wesleyana do Estado de São Paulo, e o Bispo Anderson Caleb Soares de Almeida, Superintendente Regional da Igreja Metodista Wesleyana na 3ª Região, em São Paulo.

Conforme destacou Roberto de Lucena, no dia 24 de maio os metodistas celebram o “Dia do Coração Aquecido”. A data lembra a experiência espiritual que  Jonh Wesley, o fundador do movimento metodista, viveu em 1738. A partir desta experiência o protestante histórico passou a defender e participar de mudanças profundas na sociedade inglesa.

“John Wesley foi um visionário que não se conformou com o enfraquecimento do cristianismo em sua época. Eram tempos difíceis, porque a Inglaterra era uma sociedade marcada pela corrupção, pela miséria e violência. O tecido social estava rompido. E Wesley se levantou contra essas mazelas sociais”, afirmou o deputado.

Além de levar milhares de pessoas a professar a fé cristã, relembrou Roberto de Lucena, John Wesley influenciou a por meio de projetos sociais pioneiros, visando o atendimento da população carente, entre eles o “Dinheiro aos Pobres”.

“O pioneirismo de Wesley era tamanho que podemos ver, já no início do século XVII, um projeto social que nos remete ao atual Bolsa Família, um exemplo de distribuição de renda e inclusão social. Foi, por assim dizer, o primeiro programa social conhecido de distribuição de renda e inclusão social do mundo”, notou o deputado federal.

Ação social no Brasil

Roberto de Lucena citou em seu discurso no plenário da Câmara Federal o “magnífico trabalho social” realizado pela Igreja Metodista Wesleyana que, por meio de entidades, atende há mais de 30 anos crianças e adultos carentes. Pessoas que tiveram suas vidas resgatadas e recuperadas através dos diversos programas e projetos sociais.

Além disso, as igrejas de matrizes wesleyana, como a Metodista, a Metodista Wesleyana e a Igreja do Nazareno, entre outras, destacam-se nas áreas de saúde e educação pela excelência e pela qualidade de suas unidades de ensino.

“É um povo que se dedica a propagar o amor entre os homens e que assumiu um compromisso, enquanto família wesleyana, de pregar em terras brasileiras o evangelho transformador, denunciando e buscando a erradicação de tudo que gera injustiça e morte”, concluiu Roberto de Lucena.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações