Roberto de Lucena e entidades mundiais se encontram com Temer para tratar dos refugiados e da liberdade religiosa

Brasília - DF, 16/06/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante encontro com Juristas Religiosos. Foto: Beto Barata/PR

Na final da tarde desta quinta-feira (16), o deputado federal Roberto de Lucena (PV/SP) esteve no Palácio do Planalto, reunido com o presidente da República interino Michel Temer, com diversos parlamentares da bancada evangélica, com líderes políticos e representantes das principais entidades religiosas, educacionais confessionais e agências missionárias do Brasil. A comitiva tinha por objetivo levar ao presidente temas que necessitam do engajamento do Brasil, tais como a situação dos refugiados no mundo e a defesa da liberdade religiosa.

“Se evidencia em todo mundo, uma fogueira de discriminação, de preconceito e de intolerância, fogueira essa alimentada diariamente com discursos e exemplos do ódio. Já não era sem tempo que instituições como as que nós representamos se reunissem para quebrar esse silêncio e levantar no mundo uma bandeira que possa nos unir, uma causa justa que não é apenas a luta pela liberdade religiosa em si, mas também a luta pela paz, pelo desarmamento dos espíritos, para que se retirem as lenhas dessa fogueira. A própria palavra de Deus diz que ‘não havendo lenha, as fogueiras se apagam’”, afirmou o deputado. Durante todo o dia, Roberto de Lucena esteve acompanhando as instituições dentro da Câmara Federal, especialmente com o presidente da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE), Uziel Santana dos Santos.

Lucena, juntamente com o deputado Leonardo Quintão (PMDB/MG), representam o Painel Internacional de Parlamentares para a Liberdade Religiosa (IPPFoRB). O IPPFoRB é uma rede de parlamentares e legisladores de todo o mundo, que representam mais de 50 países. São comprometidos com a luta contra a perseguição religiosa e o avanço da liberdade religiosa ou de crença, tal como definida pelo artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

editadaIMG_1381_escolhida“Se tivéssemos quebrado esse silêncio no século passado, milhões de judeus não teriam sidos mortos nos campos de concentração. Nesta Casa, o silêncio que agride a consciência cristã não deve prosperar. Precisamos construir instrumentos e avançar para promover um ambiente pacífico no mundo. Precisamos levantar a nossa voz para o enfrentamento da intolerância. O que aconteceu em Quênia e em Orlando não deve se repetir”, destacou o parlamentar relembrando os últimos casos de terrorismos que resultaram em vários mortos. Em abril, terroristas islâmicos mataram 147 pessoas em universidade no Quênia. Nesse mês de junho, um ataque terrorista em uma boate gay deixou 50 mortos na cidade de Orlando/EUA e mais de 50 feridos.

Também estavam presentes no encontro com Temer os representantes da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE); da Associação Internacional Escolas Cristãs ACSI/Brasil; da Aliança Evangélica Brasileira; da Associação Evangélica de Ensino (AEE); da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil; da Associação Brasileira de Instituições Educacionais Evangélicas (ABIEE); da Associação da Igreja Metodista; da Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios (AECEP); da Associação de Missões Transculturais Brasileiras (AMTB); da Associação Educacional Luterana do Brasil (AELBRA); da Associação Nacional de Entidades Adventistas de Educação no Brasil; da Associação Nacional dos Magistrados Evangélicos; da entidade Servindo aos Pastores e Líderes (SEPAL); da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC); e da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC).

Os representantes das igrejas também compareceram ao palácio para o encontro com o presidente Temer: a Igreja Adventista Para a América do Sul; a Igreja Evangélica Luterana do Brasil; a Igreja Metodista do Brasil; a Igreja Metodista Livre; a Igreja O Brasil para Cristo, na qual Roberto de Lucena é fundador e pastor evangélico; a Igreja Presbiteriana do Brasil; a Igreja Presbiteriana Independente do Brasil; a Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil; a Igreja Presbiteriana Unida do Brasil; e a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons).

Reforçaram a comitiva, os representantes da Universidade Unievangélica; da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) e da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Várias federações, convenções e confederações também participaram: Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (FAMBRAS); Confederação Israelita do Brasil (CONIB); Confederação das Uniões Brasileiras da Igreja Adventista do Sétimo Dia; Confederação Israelita do Brasil (CONIB); Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas (CONPLEI); Convenção Batista Brasileira (CBB); Convenção Batista Independente; e Convenção Batista Nacional (CBN).

Texto e foto: Izys Moreira – Assessoria de Imprensa
Foto: Beto Barata/PR

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações