Deputado denuncia prática que promove a proliferação do vírus HIV

Bareback vem se tornando uma ameaça aos programas de cobate à doença; deputado ainda se solidarizou com vítimas, no Dia Mundial de Luta contra a AIDS

Nesta quinta-feira, dia 1° de dezembro, dia Mundial de Luta Contra a AIDS, o deputado Roberto de Lucena (PV-SP), além de citar os números preocupantes do avanço da doença no Brasil e no mundo, em especial entre os jovens adolescentes de 13 a 19 anos, fez uma grave denúncia sobre uma prática que, segundo ele, vem se tornando uma ameaça à saúde de muitos jovens e aos programas que buscam reduzir os casos de AIDS no país.

Trata-se do bareback ou barebcking que consiste em sexo sem proteção. “São orgias sexuais, em que pessoas infectadas mantêm relação sexual com pessoas sadias para que elas passem a contrair a doença para assim perderem o medo de se relacionarem com outras pessoas e para se libertarem do preservativo”, disse o deputado.

Segundo o parlamentar, existem várias páginas na internet que promovem esse tipo de prática. “Há pessoas procurando este tipo de festa onde as relações sexuais acontecem sem proteção alguma. E pasmem,  senhores deputados,  em algumas festas,  são servidas aos convidados,  como brinde,  uma seringa com sangue contaminado para terem a certeza que contrairão o vírus HIV”, informou Roberto de Lucena.

O deputado disse que essa prática precisa ser combatida e, por isso, está protocolando dois Requerimentos de Informações, um dirigido ao ministro da Saúde, onde questiona se existe uma correlação do aumento da AIDS entre grupos homossexuais e a prática do bareback.  O outro é dirigido ao ministro da Justiça, o qual é perguntado se existe alguma linha de investigação, prevenção ou repressão à difusão deste tipo de festas no Brasil.

“Como vemos, nossa juventude está passível de contrair com mais facilidade a doença. Precisamos investir cada vez mais em prevenção e campanhas. Que elas sejam perenes, principalmente nos ambientes e na linguagem usados por eles” – concluiu o deputado.

 

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações