Roberto de Lucena defende melhores salários para a Polícia Militar de São Paulo

banner pmO deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) ao ocupar a tribuna da Câmara Federal na tarde dessa quinta-feira (27/02) chamou a atenção do governo estadual para a campanha de reajuste salarial promovida pela  Coordenadoria das Entidades Representativas dos Policiais Militares do Estado de São Paulo  (CERPM). Clique aqui para ver o vídeo.

Em seu discurso, o deputado ressaltou os desafios e a nobre missão dos homens e mulheres que colocam sua vida em risco para defender a sociedade. “Foram 106 policiais militares mortos em 2012. Foram 94 mortos em 2013. Já são 28 mortos nos 58 dias deste ano de 2014. Embora seja a policia militar paulista bem equipada, bem armada, tenha eficientes instrumentos, ela é, de fato, composta por esses profissionais. E eles, na sua maioria, são dignos, dedicados, honestos, resignados e responsáveis”, pontuou.

A CERPM deu início nesse mês a uma campanha salarial que inclui outdoors nas rodovias do Estado, manifestações pacíficas e a distribuição de panfletos à população, reivindicando o mesmo reajuste salarial que foi definido para a polícia civil. Roberto de Lucena acredita que a mobilização poderá sensibilizar o governo estadual.

“O governador Geraldo Alckmin é um estadista e o seu governo tem se mostrado sensível à promoção da justiça. E justa é essa reivindicação. Minha expectativa é de que a sociedade e o governo se sensibilizem e apoiem os policiais militares do Estado de São Paulo para que, com salários melhores, possam ser cada vez mais exigidos e sejam preservados da necessidade que se veem de trabalharem em “bicos” e atenderem as necessidades de suas famílias”.

O deputado ainda ressaltou que desde o início de seu mandato defende na Câmara Federal projetos a favor da polícia de todo o País. “Já anunciei publicamente a minha defesa da PEC 300, que estabelece que a remuneração que os policiais militares dos Estados não poderá ser inferior a da Polícia Militar do Distrito Federal, aplicando-se também aos integrantes do corpo de bombeiros e inativos. Também já apresentei várias propostas que beneficiam os policiais e  seus familiares, como a que prevê bolsa de estudos aos filhos  dos policiais federais ou estaduais que morrerem no cumprimento do dever profissional,      e continuarei lutando ao lado daqueles que defendem melhores condições e salários mais dignos para policiais, militares ou civis, de São Paulo e do Brasil”, concluiu.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações