Deputado condena liberação de bebidas alcoólicas na Copa de 2014

Deputado federal diz que medida é um retrocesso

Em pronunciamento nesta quarta-feira, dia 30, o deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) disse que se a Câmara aprovar a liberação do consumo de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa do Mundo de 2014, como quer a Fifa (Federação Internacional de Futebol), estará dando um passo para trás no momento em que há avanços nos projetos de desestímulo do consumo entre os jovens.

Segundo o deputado, que é vice-líder do Partido Verde na Câmara, a liberação pode trazer consequências desastrosas tanto no comportamento dos torcedores, dentro e fora dos estádios, como no trânsito. “Muitos vão ingerir bebidas alcoólicas e depois dirigir. A polícia terá condições de fiscalizar milhares de motoristas após os jogos?”, questionou.

Roberto de Lucena criticou a interferência da Fifa na legislação do país e disse que o Brasil não pode permitir que sua soberania seja arranhada ao preço de uma competição esportiva, mesmo que ela seja importante.

No fim de seu discurso, o deputado fez um apelo aos parlamentares. “Faço um apelo a esta Casa, que pelo amor de Deus, não deixe passar essa autorização para que mais jovens e adultos incentivados pela euforia da competição, possam dar seus primeiros goles ou aumentar o consumo.   A família brasileira não quer a liberação do álcool nos estádio nem durante a Copa nem depois! Pela vida e pela família, digamos não a esse projeto. Digamos não à intervenção da Fifa em nossas leis e costumes”, disse Roberto de Lucena

 

Foto: Beto Oliveira (SEFOT/SECOM/CÂMARA)

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações