Direitos Humanos e Combate à Corrupção: deputado lembra datas

Deputado federal disse que a corrupção é um mal a ser extirpado da sociedade e solicitou a observância dos direitos fundamentais da pessoa humana

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) utilizou a tribuna da Câmara, nesta segunda-feira (12), para discorrer sobre dois importantes temas que tiveram seus dias internacionais celebrados na última semana: combate à corrupção e instituição dos Direitos Humanos.

Desde o início de seu mandato, o deputado vem chamando a atenção de todos os parlamentares sobre a urgência de tratar, na Casa, de ações que coíbam de forma mais efetiva a prática criminosa na administração pública. “Assim como qualquer doença, a corrupção deve ser tratada com um remédio eficaz. Neste caso, a punição severa ao agente público que praticá-la deve ser um exemplo para que esse crime seja desencorajado, bem como a punição severa ao corruptor e, nessa direção, como forma de contribuição a essa causa, apresentei o Projeto de Lei nº 2489/2011 que tipifica a corrupção como crime hediondo”, disse.

O deputado afirmou que a corrupção é responsável pela falta de recursos na saúde, na educação, na segurança pública e nos programas sociais. “Ela entrava o crescimento do País e corrói os alicerces institucionais de nossa pátria”, sentenciou.

Sobre a passagem do Dia Internacional dos Direitos Humanos, Roberto de Lucena disse que ainda há muito que se fazer e citou alguns fatos, ainda frequentes, que desafiam o país a enfrentar o desrespeito à pessoa humana, como a escravidão, a fome, a miséria, a violência, a tortura.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações