Quebrando o silêncio de Sandra Terena denuncia infanticídio e é objeto de Audiência Pública na Câmara dos Deputados

No início da tarde desta terça-feira, 14, aconteceu no plenário 7 da Câmara dos Deputados a Audiência Pública requerida pelo deputado Roberto de Lucena. O objetivo foi o de promover um maior debate das questões indígenas abordadas no documentário elaborado e produzido, com recursos próprios, pela jornalista indígena, Sandra Terena que denuncia a prática do infanticídio nas aldeias de várias etnias em todo o Brasil. Sandra questiona a tradição cultural e defende que ela não seja mantida e muito menos protegida pelo Estado.

 

O deputado Roberto de Lucena presidiu a mesa e foram convidados para compor com ele a jornalista Sandra Terena, responsável pela idealização do documentário, o antropólogo Eduardo M. Luz e também Edson Bakaeri do Mato Grosso do Sul, professor e líder indígena do movimento “A Favor da Vida”, Edson foi um dos fundadores da Faculdade indígena Intercultural e ele mesmo sobrevivente do infanticídio e salvo graças a interferência de suas irmãs, que romperam com as tradições. “Esse documentário trouxe a tona a problemática em torno do sacrifício, expôs o que acontece na selva e nas aldeias. Mulheres e crianças sofrem, completa. Edson conclamou a sociedade brasileira a não mais aceitar essa prática tida como cultural mas que fere o direito à vida, garantido pela Carta Magna de nossa nação. dinâmica e está em constante

 

Diversos parlamentares marcaram presença e prestigiaram o evento, Eros Biondini, Rosinha de Adefal, Padre José Linhares entre outros.

Lucena tem se dedicado à causa indígena e recentemente em Sessão Solene denunciou uma prática desumana, o “puxirum” onde a adolescente em seu última dia da primeira menstruação de sua vida é abusada coletivamente. Sua participação também foi determinante na aprovação da Lei Muadji, que trata sobre o infanticídio indígena.

 

Assista ao documentário

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações