O deputado Roberto de Lucena e a Frente Parlamentar de Combate ao Bullying em abraço simbólico à escola Tasso de Oliveira em Realengo

Três meses após o terrível atentado que resultou na morte de 12 crianças na Escola Municipal Tasso de Oliveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, o deputado federal Roberto de Lucena, presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Bullying e Outras Formas de Violência, e demais membros, estarão nesta sexta-feira, dia 8, às 15 horas, na capital do estado, para a realização de uma manifestação pública.

Na ocasião, um abraço simbólico à escola que foi palco da maior tragédia já ocorrida no Brasil será dado pelos presentes. A Associação das Famílias das Vitimas de Realengo já confirmou sua presença no manifesto.

O deputado Lucena pede a colaboração dos parlamentares do Rio de Janeiro no apoio à logística e traslado dos visitantes no percurso do aeroporto à Escola Tasso de Oliveira e na divulgação do ato.

Vários parlamentares já confirmaram presença, entre eles a deputada federal Keiko Ota, mãe do pequeno Ives Ota; uma família vítima de violência extrema. No dia 29 de Agosto de 1997, Ives Yoshiaki Ota, de apenas oito anos, foi sequestrado por três homens em sua própria casa, na Vila Carrão, Zona Leste de São Paulo. Neste dia ele brincava na sala, com seu primo, sob os cuidados da babá; na madrugada do dia 30 de Agosto, já estava morto com dois tiros no rosto porque reconheceu um de seus sequestradores. Os sequestradores faziam a segurança nas lojas de seu pai, sendo que dois deles eram Policiais Militares. O casal fundou o Instituto Ives Ota e o Movimento Paz e Justiça. Entendem com propriedade a dor das mães e familiares das vítimas do massacre em Realengo.

Maiores informações e confirmações no gabinete do deputado Lucena, com Christiane ou Anselmo, pelo telefone xx61- 32155235.

 

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações