Ministério da Saúde acolhe sugestão do deputado Roberto de Lucena sobre a saúde da mulher

Parlamentar sugeriu a realização de palestras educativas sobre a importância do ácido fólico para gestantes e bebês

 

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) sugeriu ao Ministério da Saúde que sejam realizadas palestras educativas sobre a importância do ácido fólico para a saúde das mulheres e dos bebês. O ácido fólico é uma vitamina essencial para a síntese de DNA e seu consumo é essencial durante a gestação, uma vez que tem um papel importante no aumento de substâncias como as células de defesa, na formação da placenta, no crescimento do útero e também do feto.

“A deficiência do ácido fólico pode causar defeitos do tubo neural do feto. O tubo neural é a estrutura embrionária que dará origem ao cérebro e à medula espinhal. O mesmo fecha-se completamente por volta da quarta semana de vida embrionária, por isto o consumo de ácido fólico é necessário antes mesmo do início da gestação, se possível. Existe no Ministério da Saúde um Programa Nacional de Suplementação de Ferro e que o ácido fólico é doado nos Postos de Saúde do país, porém, grande parte das mulheres desconhece seus benefícios”, explicou Roberto de Lucena.

Diversos alimentos, como vegetais, carnes, peixes, entre outros, são ricos em ácido fólico. No entanto, as estatísticas mostram que mais de 90% das mulheres não recebem a quantidade necessária diariamente. A principal razão é a falta de informações quanto  a importância de seu consumo com frequência.

Dentre as anomalias provenientes da deficiência do ácido fólico estão a anencefalia (na qual a maior parte do cérebro e crânio estão ausentes), encefalocele (condição na qual o cérebro salienta-se através de um defeito no crânio) ou espinha bífida (doença na qual o canal espinhal não é fechado).

Por este motivo, é de suma importância a realização de campanhas de divulgação para disseminar a informação dentre as mulheres, a fim de que suplementem suas dietas com ácido fólico antes e durante a gestação.

A implementação de palestras de conscientização certamente promoverá o uso adequado do acido fólico, prevenindo casos de anencefalia, encefalocele ou espinha bífida e evitando, até mesmo, casos de aborto terapêuticos.

O Ministério da Saúde, através da Secretaria de Atenção à Saúde e Área Técnica da Saúde da Mulher (ATSM), acolheu a sugestão do deputado, com a seguinte declaração: “Diante da relevância do assunto para a saúde das mulheres e dos bebês, a ATSM entende que a sugestão venha a contribuir reforçando as atividades já existentes no planejamento familiar e pré-natal preconizadas pelo Ministério da Saúde. Sendo assim, a ASTM acolhe a sugestão do Deputado Roberto de Lucena”.

 

Foto: Agência Câmara

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações