Igrejas Metodistas do Brasil e Metodista Wesleyana serão homenageadas na Câmara

Sessão Solene que celebrará o “Dia do Coração Aquecido” é de autoria do deputado federal Roberto de Lucena

As Igrejas Metodistas do Brasil e Metodista Wesleyana serão homenageadas em Sessão Solene na Câmara dos Deputados nesta sexta-feira, dia 25 de maio, às 15h. A solenidade, que será transmitida pela TV Câmara, é de autoria do deputado federal e pastor Roberto de Lucena (PV-SP). “São Igrejas comprometidas com a pregação da palavra de Deus e que realizam um extraordinário trabalho social em toda extensão do território nacional e além-fronteiras”, justificou o parlamentar.

Roberto de Lucena fez questão de saudar, de forma especial, o povo metodista e o povo metodista wesleyano do estado de São Paulo, cumprimentando o Bispo Caleb Soares de Almeida, responsável pela terceira Região Eclesiástica: “Povo com qual convivo e cuja convivência faz crescer, a cada dia o respeito, o amor e o reconhecimento do inquestionável testemunho de um púlpito que não se maculou, que se preservou íntegro, digno, ungido – um sal que não perdeu o sabor”.

 

O Metodismo no Brasil

No dia 24 de maio, a igreja realiza uma comemoração especial pelo “Dia do Coração Aquecido”. Esta data lembra a experiência de fé vivenciada em 1738 por Jonh Wesley, o fundador do movimento metodista. Um visionário que não se conformou com o enfraquecimento do cristianismo, numa sociedade, à época, marcada pela corrupção, miséria e violência.

Nos 50 anos seguintes, Wesley pregou em média três sermões por dia, a maior parte ao ar livre. Chegou a pregar, em uma ocasião, para aproximadamente 14 mil pessoas. Milhares saíram da miséria e imoralidade e cantaram a nova fé nas palavras dos hinos de Charles Wesley, irmão de John. Os dois irmãos deram à religião um novo espírito de alegria e piedade.

Além de levar milhares de pessoas a professar a fé cristã, Wesley influenciou a sociedade de outras formas. Ele idealizou obras sociais dignas de destaque, como o projeto “Dinheiro aos Pobres”, executado por ele, que era o responsável pela distribuição do dinheiro.  Escreveu compêndio de medicina, que foi largamente difundido, apoiou a reforma educacional, a reforma do sistema prisional e lutou pela abolição da escravatura.

No Brasil, há um grande e forte povo que, seguindo os ensinamentos e o exemplo de John Wesley, vive para servir a todos, sendo solidário aos pobres, oprimidos, marginalizados e discriminados. Um povo que se dedica a propagar o amor entre os homens e que assumiu um compromisso, enquanto família wesleyana, de pregar em terras brasileiras o evangelho transformador, denunciando e buscando a erradicação de tudo que gera injustiça e morte.

“Como vemos, o sonho de Wesley materializou-se e hoje é referência. O trabalho social realizado pela Igreja Metodista Wesleyana merece destaque e reconhecimento. Por meio de inúmeras entidades, há mais de três décadas, crianças e adultos carentes têm sido atendidos em suas necessidades. É incalculável o número de pessoas que tiveram suas vidas salvas e recuperadas através dos programas e projetos sociais e na área da saúde”, informou deputado.

Roberto de Lucena conclui exaltando a estrutura da Igreja Metodista: “Na pessoa do Bispo Elisiário Alves dos Santos, parabenizo aos mais de 120 mil membros, 1.050 pastores, missionários e obreiros, em seus mais de 1.700 templos e congregações espalhados pelo país, no momento em que a denominação religiosa completa 42 anos no Brasil”.

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações