Frente contra bullying avalia visita à escola de Realengo onde houve o massacre

A Frente Parlamentar contra o Bullying e Outras Formas de Violência se reúne para a apresentação de relatório da visita à escola Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, onde ocorreu o massacre de 12 crianças em 7 de abril último.

Durante a visita, os integrantes da frente receberam reivindicações, que serão discutidas em reunião. A frente também vai discutir seu plano de ações para os próximos meses.

“Os pais, alunos e educadores manifestaram muita expectativa em nosso trabalho no combate à violência nas escolas, o que só aumenta a nossa responsabilidade”, disse o presidente da frente parlamentar, deputado Roberto de Lucena (PV-SP).

Segundo o deputado, a Associação Anjos de Realengo, formada pelas famílias das vítimas, demonstrou interesse em participar de seminários que poderão ser promovidos pela frente parlamentar para debater com pais, alunos, educadores e autoridades a segurança nas escolas.

Roberto de Lucena informou também que algumas câmaras de vereadores e assembleias legislativas estão se articulando para criar frentes parlamentares de combate ao bullying nos municípios e nos estados.

Projetos na Câmara

Os projetos de combate ao bullying que tramitam na Câmara podem ser consultados no site da Frente Parlamentar contra o Bullying e Outras Formas de Violência (http://www.todoscontraobullying.com.br). A página também disponibiliza artigos sobre o tema.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações