Deputado Roberto de Lucena visita cidade atingida por inundação no Vale do Ribeira

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) expressou pessoalmente sua solidariedade com o povo e as autoridades de Eldorado, cidade do Vale do Ribeira, que se encontra em estado de calamidade pública, após a cheia do Rio Ribeira ter inundado 70% da zona urbana e devastado quase 100% da sua agricultura.

O parlamentar esteve no domingo, dia 7, na cidade para ver de perto as dimensões do estrago e se colocar à disposição de Eldorado, município mais prejudicado na região. Ele foi recebido na sede improvisada da Prefeitura, onde funcionários de diferentes setores trabalham ininterruptamente para dar assistência às famílias e liberar estradas.

“Eu quis estar in loco em Eldorado para pensar juntamente com as lideranças sobre o que podemos fazer pelo povo. Nosso primeiro movimento foi o de conhecer a realidade e levar uma palavra de esperança às pessoas que se encontram nesta situação dramática. Também estivemos reunidos com autoridades e lideranças locais para construir uma agenda de trabalho na busca das soluções necessárias”, disse.

No bairro Itapeúna, um dos mais atingidos, o deputado conheceu muitos moradores. O prefeito eldoradense Donizete Antônio de Oliveira, o Zetinho, informou que a Defesa Civil calcula que são 7 mil desalojados e 1.500 desabrigados, num total de quase 9 mil moradores. Ele destacou que a cidade tem 14.600 habitantes, o que significa que mais da metade da população foi atingida.

“Além dos estragos na zona urbana, onde a água invadiu residências, escolas e comércios, nosso maior problema é a perda dos bananais na zona rural. A bananicultura é a principal atividade econômica de Eldorado e as áreas de plantio foram cobertas pelas águas do Rio Ribeira. Muita gente trabalha também com pecuária, mas teve seu gado levado pela cheia, ou seja, as pessoas ficaram sem alternativas”, destacou o prefeito Zetinho.

Por sua vez, o secretário nacional de Agricultura Familiar da UGT (União Geral dos Trabalhadores) e presidente do Sindicato Rural de Jacupiranga, Gilberto Gonzales, enfatizou que a perda de quase todos os bananais tem efeitos a longo prazo. “É uma reação em cadeia: a perda dos bananais afeta a mão de obra e não há como substituir a bananicultura por outra atividade no curto prazo porque existem os ciclos”, explicou.

Também participaram da reunião na sede da Prefeitura a ex-vereadora e liderança comunitária Kátia Crudo, os pastores Jair do Rosário e Marcelo Oliveira, ambos da Igreja O Brasil Para Cristo, o agricultor Valter Crudo e o filho do prefeito Zetinho, Vagner Teixeira Oliveira.

Providências

Com base em tudo o que viu o ouviu, o deputado Roberto de Lucena anunciou que vai trabalhar no sentido de sugerir ao governo estadual a liberação do Fundo de Garantia (FGTS) para os trabalhadores vitimados pelas enchentes e acionar a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) para que itens básicos (alimento, água, higiene) sejam enviados aos eldoradenses. “Nós também vamos apresentar indicação ao Executivo, com o objetivo de criar uma linha especial de crédito aos pequenos produtores e trabalhadores. Outra frente em que iremos trabalhar é o seguro da bananicultura: vamos levantar o motivo pelo qual o seguro para monocultura da banana não foi consolidado enquanto as outras já têm o seguro para casos de enchente e outros desastres naturais”, afirmou o deputado.

Roberto de Lucena também se comprometeu em iniciar um diálogo com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico) e a Elektro (concessionária de energia elétrica) para que sejam estudadas reduções nas cobranças de taxas.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações