Deputado quer linha de crédito especial para mulheres pescadoras e artesãs

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP), apresentou na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei nº 1118/11, que sugere a instituição de crédito especial, por meio do Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT, destinada às mulheres interessadas em desenvolver a atividade de artesanato sob a forma de cooperativas ou associações.

O deputado cita o exemplo do cooperativismo em Mato Grosso do Sul que está transformando ossos descartados pelos frigoríficos em matéria-prima para o sustento de várias famílias. A iniciativa foi registrada pela revista Panorama Rural.  Couro de peixe, ossos e chifres de boi estão sendo utilizados na produção de peças de artesanato e mudando a vida de muitas famílias.

A Associação Reciclando Peixe (Arpeixe), no município de Coxim (250 km ao Norte de Campo Grande) mostra o sucesso de mulheres e filhas de pescadores, que ao utilizarem o couro dos peixes para a produção de bolsas, pulseiras, colares, porta moedas, chaveiros e pastas, estão conquistando a geração de renda para as famílias.

“Essas experiências, a nosso ver, devem ser incentivadas a fim de proporcionar às mulheres, tanto aquelas que se interessem em mudar quanto àquelas que procurem complementar seu orçamento familiar, crédito para desenvolverem a atividade de artesanato. Para isso, sugerimos que seja instituída uma linha de crédito especial destinada a esse público-alvo no âmbito do Proger (Programa de Geração de Renda)” – disse o deputado Lucena.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações