Deputado quer inclusão de conteúdos sobre drogas e bullying na Educação Básica

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) sugeriu, nesta sexta-feira (25), que sejam incluídas no currículo da Educação Básica nacional a prevenção e o combate ao uso de drogas e ao bullying. A ideia foi lançada por meio do requerimento feito à Presidência da Câmara e o parlamentar paulista solicita que a Casa envie a sugestão ao ministro da Educação, Fernando Haddad.

De acordo com Roberto de Lucena, que é presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Bullying e Outras Formas de Violência, os casos são cada vez mais frequentes nas escolas, o que merece uma ação mais preventiva. “É por meio da educação que vamos minimizar os efeitos desses males em nossa sociedade”, disse o deputado.

O documento traz ainda registros e dados sobre casos de consumo de drogas e violência em escolas públicas e privadas do País. Uma pesquisa realizada nos anos de 2003 e 2004, pela Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e à Adolescência (Abrapia), revela que de 5 mil adolescentes, em média com 13 anos, 28% deles já haviam sido vítimas de bullying nas escolas e 15% sofriam agressões e humilhações todas as semanas.

Já os dados do Centro Multidisciplinar de Estudos e Orientação sobre o Bullying Escolar, que acompanha pesquisas em pelo menos oito cidades do País, revelam que 45% dos estudantes de ensino fundamental já foram vítimas, agressores ou ambos, em situações de bullying nas respectivas escolas.

“Entendemos, senhor Ministro Haddad, que o Parlamento Nacional precisa contribuir na mitigação desses terríveis problemas do bullying e das drogas que hoje tanto perturbam o bom andamento dos trabalhos escolares e que, a nosso ver, podem também ser responsabilizados, ao menos parcialmente, pelos péssimos resultados da aprendizagem escolar flagrados a cada ano pelas avaliações oficiais nos alunos de nossas escolas”, concluiu o parlamentar.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações