Roberto de Lucena chama atenção para mortes de jornalistas brasileiros

Deputado Roberto de Lucena chama atenção para mortes de jornalistas brasileiros

 

O deputado federal Roberto de Lucena (PV/SP) prestou uma homenagem no plenário da Câmara dos Deputados aos profissionais de comunicação social. O parlamentar discursou nesta quinta-feira (04/04) em defesa da liberdade de imprensa e apresentou uma moção de apoio ao Projeto de Lei 1.078/11 que federaliza os crimes contra jornalistas. Ele defende e apoia a participação da polícia federal nas investigações dos crimes contra jornalistas.

Em seu discurso, o deputado ratificou seu apoio ao Conselho de Comunicação Social do Congresso que também defende a vida dos jornalistas. “Em 2012, o Brasil bateu mais um triste recorde: o aumento no número de mortes de jornalistas, jornalistas que foram assassinados em razão do exercício da profissão”, lamentou.

De acordo com o deputado, os números divulgados pela ONG suíça “Campanha por um Emblema de Imprensa” revelam que a situação brasileira é pior que a do Afeganistão, Iraque ou Gaza: “Os três países juntos tiveram oito jornalistas mortos e o Brasil, sozinho, consegue bater esse número”, disse.

O deputado ainda lembrou a execução, neste ano, do jornalista mineiro Rodrigo Neto e fez uma homenagem especial ao jornalista Tim Lopes. “Hoje, dia 4 de abril, faz 3959 dias que o grande jornalista nos deixou. Reconhecido e premiado como eterno defensor dos direitos humanos, Tim foi calado porque tentava denunciar traficantes”, recordou indignado.

Para o deputado, é preciso que a voz de Tim Lopes continue a ecoar, por meio de todas as vozes dos jornalistas brasileiros, em todos os cantos do Brasil. “Domingo, dia 7, é o dia oficial da profissão de jornalista. Espero, sinceramente, que nenhum de vocês tenha a sua voz silenciada. Não calem. Transformem o Brasil em um País melhor. Sem imprensa livre, não há democracia”, concluiu.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações