Deputado Roberto de Lucena alerta sobre baixas temperaturas

Parlamentar destacou necessidade de se intensificar o atendimento à população em situação de rua

Deputado Roberto de Lucena alerta sobre baixas temperaturas

 

O deputado federal Roberto de Lucena fez um alerta sobre o frio intenso que atinge o sul e o sudeste do País e que deve continuar nos próximos dias. Nesta segunda (22) e terça-feira (23/07), os termômetros registraram temperaturas negativas em algumas cidades do Rio Grande do Sul, do Paraná e de Santa Catarina, sendo que chegou a nevar pelo menos 87 municípios. Além disso, um morador de rua foi encontrado morto no início da manhã desta segunda-feira em Biguaçu, na grande Florianópolis, provavelmente devido ao frio intenso, de acordo com a Polícia Militar.

“Precisamos ajudar, principalmente, as pessoas em situação de rua, que sofrem mais com as baixas temperaturas. As prefeituras de diversas cidades estão realizando campanhas de doação de agasalhos. Também há diversos voluntários fazendo um belo trabalho nas ruas, doando roupas, sapatos e cobertores para tentar proteger essas pessoas”, afirmou o deputado.

Em São Paulo, esta terça-feira amanheceu fria e os termômetros registraram a temperatura mais baixa do ano, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), marcando 9,2°C. Ainda de acordo com o Inmet, devido à massa de ar polar que está sobre o continente, a temperatura máxima não deve passar dos 10ºC nesta terça, sendo que no fim da tarde o frio se intensifica e, com o vento mais forte, a sensação térmica pode chegar a 0ºC na capital paulista.

Quando a temperatura chega a 13ºC, a Defesa Civil decreta estado de atenção e as equipes percorrem as ruas da cidade para oferecer acolhimento às pessoas em situação de risco. Abaixo de 10ºC, é decretado o estado de alerta.

“Por isso, é importante avisar a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, através do telefone 156, sobre a presença de moradores de rua e pessoas em situação de risco, indicando o local onde estão, para que eles sejam encaminhados aos abrigos, evitando, assim, tragédias como a que vimos em Santa Catarina, onde um homem morreu, provavelmente, pelo frio intenso”, destacou Roberto de Lucena.

Também é possível pedir ajuda 24 horas por dia à Central de Atendimento Permanente de Emergência (Cape) pelos telefones 3151-4539 e 3120-5813, assim como à Guarda Civil Metropolitana (GCM) pelo número 153.

 

Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/ Estadão Conteúdo

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações