Deputado questiona se País está apto a conter doenças infectocontagiosas em portos

Roberto de Lucena enviou requerimento ao Ministério da Saúde solicitando informações oficiais, após morte de tripulante de navio estrangeiro no porto de Santos.

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) enviou, nesta quarta-feira (14/03), ao Ministério da Saúde, o requerimento de Informações nº 1875/2012, solicitando informações da Pasta sobre a capacidade dos portos brasileiros de lidar com surtos de enfermidades infectocontagiosas.

O deputado quer saber quais os procedimentos para atendimento a tripulantes e passageiros infectados e que tipo de instalações físicas seriam necessárias para conter surtos dessas enfermidades na área portuária, evitando o risco de contágio da população.

 

Caso

No mês de fevereiro de 2012, uma tripulante do navio MSC Armonia, atracado no porto de Santos (SP), foi atendida e internada em um hospital daquela cidade, onde veio a falecer. A paciente demonstrou que portava o vírus da influenza, causador da gripe. Diversos outros tripulantes do navio também manifestaram sintomas da enfermidade, alguns dos quais com necessidade de internação.

O surto foi contido, porém desencadeou entre os habitantes da cidade o temor de que, caso o fato venha a se repetir com enfermidades de maior virulência e letalidade, a população local possa ser atingida, visto terem os pacientes sido transportados através da cidade e internados em hospital geral.

“O presente pedido de informações visa a obter esclarecimentos sobre a capacidade dos portos brasileiros de lidar com situações semelhantes e garantir a segurança das comunidades em que se situam”, disse o deputado.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações