Deputado pede explicação ao Ministério da Justiça sobre matéria da revista Veja

Reportagem traz denúncia sobre cobrança de pedágio para equipe de TV estrangeira entrevistar índios

 

O deputado Roberto de Lucena (PV-SP), vice-líder do Partido Verde na Câmara, deu entrada no requerimento nº 1395/2011 que solicita ao Ministério da Justiça informações sobre o teor da reportagem “O SAP da Funai”, publicada pela revista Veja nesta semana.

Em seu pronunciamento no plenário da Câmara nesta quinta-feira (10), o deputado disse que também vai acionar o Ministério Público da União e a Polícia Federal para investigar o caso.

A matéria traz a informação de que a Funai teria recebido uma taxa de US$ 7 mil para que uma equipe australiana de TV tivesse acesso aos índios da tribo suruwahás.  A reportagem mostra ainda o trabalho do guia e tradutor Jamerson Azevedo, que estaria utilizando de má fé ao distorcer o diálogo entre jornalista e índios e disseminando a ideia de que os deputados federais estariam pensando em destruir as malocas e matar os índios. “A ideia é embaçar a discussão do projeto de lei que prevê punição a quem não coibir o infanticídio indígena nas aldeias”, disse o deputado.

O deputado Roberto de Lucena afirmou que as denúncias são gravíssimas e colocam em risco a Segurança Nacional. “É uma história estarrecedora. Primeiro, porque estrangeiros estão indo a lugares que são proibidos até para o cidadão brasileiro e, segundo, pela forma como os deputados federais estão sendo difamados por causa de uma mentira”, desabafou.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações