Deputado lamenta morte de militares em incêndio na Estação Comandante Ferraz

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, quero registrar o meu lamento pela morte de dois bravos heróis brasileiros, militares marinheiros: do Suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e do Sargento Roberto Lopes dos Santos, mortos no incêndio ocorrido na estação de pesquisa Comandante Ferraz, na Antártica, no último fim de semana.
Numa ação corajosa, os dois militares tentaram fechar a válvula de combustível que abastecia os geradores de energia da estação, quando foram surpreendidos pelas labaredas.
A coragem e a abnegação dos dois heróis fizeram com que todos os outros militares e pesquisadores, totalizando 44 pessoas, pudessem sair com vida da estação.
Às famílias dos heróis os meus sentimentos e a minha solidariedade.
Quanto à estação, inaugurada em 1984, o Governo brasileiro já anunciou a reconstrução do complexo, que teve 70% de sua área destruída. E anunciou também o reaparelhamento da estação com dispositivos mais modernos, tornando a segurança mais eficiente.
Lamento também a perda do material de pesquisa de cientistas que dedicaram suas vidas à coleta de informações na estação, nas áreas de Biologia, Geologia, Ciências Espaciais e Ciências Atmosféricas.
Quero agradecer a solidariedade aos nossos coirmãos argentinos, chilenos, além dos poloneses, que, sem medirem esforços, empreenderam uma ação de resgate imediata aos brasileiros acuados na estação em chamas, por meio de embarcações e aeronaves.
Depois do acidente, fica a esperança de que fatos como esse não ocorram mais e que, antes mesmo do prazo de dois anos para a recuperação da estação, segundo estimativa do Ministério da Defesa, ela esteja pronta para o reinício das atividades.
Era o que eu tinha a dizer.
Que Deus abençoe o Brasil!

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações