Deputado lamenta morte de criança e diz que escolas precisam de segurança


 

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP), em pronunciamento na tribuna da Câmara nesta sexta-feira (23), lamentou, como membro do Parlamento e como presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Bullying e Outras Formas de Violência, mais um triste caso de morte em escola no País, desta vez em São Caetano do Sul, na região metropolitana de São Paulo.

Nesta quinta-feira (22), David Mota Nogueira, uma criança de 10 anos de idade, entrou armado na Escola Municipal Alcina Dantas e atirou contra a professora Rosileide Queiros de Oliveira, de 38 anos, e depois contra própria cabeça, vindo a falecer.

“Quero, neste momento, me solidarizar com essa família, com a família dessa criança, que tinha uma idade de brincar, de aprender, de estudar. Infelizmente, passou por essa tragédia que marca a vida da família, a vida da cidade e traz essa marca tão pesada para todos nós no Brasil. Então, faço o registro do meu lamento; faço o registro do meu sentimento de pesar e me solidarizo com o povo paulista e com o povo de São Caetano”, disse o deputado.

Roberto de Lucena disse ainda que chegou a hora de as escolas implantarem sistemas de seguranças eficientes, como o detector de metais na entrada. “Um equipamento desses já poderia ter evitado essa nova tragédia em escola”, alertou o deputado.

O presidente da Frente Parlamentar contra o bullying afirmou que várias ações serão desencadeadas na próxima semana, para evitar que novos casos aconteçam.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações