Deputado faz um apelo para que o Governo brasileiro intervenha para a suspensão da pena de morte do pastor iraniano Youcef Nadarkhani

Sr. Presidente Amauri Teixeira, Sras. e Srs. Parlamentares, mais uma vez ocupo esta tribuna para fazer o registro da nossa preocupação.
Hoje é o dia 11 de outubro. O tempo está passando, estamos em contagem regressiva em relação a um acontecimento que, para nós, representa uma tragédia. No Irã, foi condenado e está no corredor da morte um senhor, um cidadão, um pai de família, um homem de bem que teve sobre si a acusação de crime de apostasia.
A lei iraniana prevê que as pessoas de família islâmica, muçulmana, que se converterem a outro tipo de fé, que professarem outro tipo de fé serão condenadas, pelo crime de apostasia. Especificamente esse senhor, de apenas 34 anos, cristão, pastor evangélico, está, depois de ter recorrido já em terceira instância, condenado à pena de enforcamento.
Fizemos, na última semana, encaminhamentos a esta Casa, ao Governo Federal no sentido de que o Brasil marque sua posição e procure sensibilizar o Governo do Irã, uma vez que aquele é um país que mantém com o Brasil relações diplomáticas e relações comerciais, a fim de que reveja essa condição.
Sr. Presidente, Deputado Domingos, não há somente o caso do Pastor Youcef. No Irã, há outros em situação semelhante, ainda não condenados. Estão presos há anos, por exemplo, sete educadores ligados ao bahaísmo, que foram condenados apenas por terem ajudado a Comunidade Bahá’í no Irã a ter maior acesso à educação, a ser mais bem preparada.
Registramos aqui a nossa preocupação. Mais uma vez, Sr. Presidente, apelamos para a Câmara dos Deputados, apelamos para a sensibilidade desta Casa a fim de que nos manifestemos aqui, Presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Deputados João Campos, Marco Feliciano, Marcelo Aguiar e outros, que já têm abraçado essa causa e também têm proposto iniciativas nessa direção. Apelo para V.Exas. a fim de que esta Casa se manifeste. Apelo para o Governo brasileiro a fim de que ele se manifeste, para que o Governo iraniano se sensibilize e seja revista essa pena de morte que se pretende aplicar contra o Pastor Youcef Nadarkhani.
Era o que eu tinha a dizer.
Muito obrigado, Sr. Presidente.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações