Deputado discursa sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, neste Dia Mundial do Meio Ambiente, ao ocupar a tribuna, quero saudar a Presidenta Dilma Rousseff e sua equipe econômica, que, diante desta terrível e temível crise econômica mundial, toma atitude ousada, audaciosa, quando faz uma opção diferente daquela que seria mais ortodoxa, mais conservadora: opta pela potencialização do crescimento, do desenvolvimento econômico. Uma de suas medidas é o estímulo ao crescimento, com a redução da carga de impostos, neste caso, da indústria automobilística.
Quero, no entanto, fazer algumas ponderações. A primeira delas é que uma medida desta importância deveria vir acompanhada de uma conscientização da sociedade acerca de uma questão que, a médio e a longo prazos, poderá representar um problema de ordem gravíssima para o Brasil: o endividamento da classe C. O endividamento dos consumidores, Deputado Onofre Santo Agostini, que hoje não está sendo devidamente avaliado e mensurado, pode transformar-se numa grande armadilha para nós no futuro.
A outra ponderação é sobre a necessidade de que façamos acompanhar desta medida a conscientização a respeito da utilização do automóvel. No meu Estado de São Paulo, por exemplo, em grandes vias, como a Marginal Tietê, a Rodovia Presidente Dutra, existe um grande fluxo de automóveis, e vemos que cada um deles porta apenas um passageiro, apenas o motorista. Na última sexta-feira, tivemos o recorde de 295 quilômetros de congestionamento, situação que, com estas medidas, deve agravar-se nos próximos anos.
Sr. Presidente, concluindo o meu raciocínio, quero também fazer a ponderação de que nós perdemos a extraordinária oportunidade de, nesta situação, fazer uma reflexão a respeito da indústria automobilística, que foi contemplada com o benefício da redução do imposto sobre veículos.
Por que não foi chamada a indústria automobilística, tão poderosa, tão forte e pujante, a fazer a sua contrapartida? Poderíamos, neste momento, chamá-la a oferecer uma contrapartida socioambiental que refletisse no aprofundamento tecnológico, no investimento de novas tecnologias que, a curto, médio e longo prazos, trouxessem benefícios para o País, para o meio ambiente e para o povo brasileiro.

Eram as ponderações que tinha a fazer, Sr. Presidente.
Que Deus abençoe o Brasil.
Muito obrigado.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações