Deputado defende suspensão de recursos para rodovia na Bolívia

Nesta terça-feira (27), o deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) enviou para a presidente Dilma Rousseff um ofício pedindo a suspensão imediata do repasse dos recursos do BNDES para a construção da estrada que corta o Território Indígena Parque Nacional Isiboro Sécure (TIPNIS), na Bolívia.

O Partido Verde defende a medida até que a população seja consultada e haja garantia de que não haverá danos à fauna, à flora e à comunidade local.

Nos últimos dois dias, a região tem sido palco de manifestações da população, principalmente dos povos indígenas, contra a construção da estrada. Os protestos, no entanto, vêm sofrendo forte repressão por parte da polícia boliviana.

“É inadmissível que o Brasil, que deve estar na vanguarda ambiental mundial, fomente a destruição dos recursos naturais, principalmente dos povos indígenas. Estamos vigilantes contra tais abusos que atingem os direitos humanos, ambientais e econômicos dos nossos vizinhos bolivianos”, afirmou Roberto de Lucena.

O deputado também apresentou um requerimento na comissão de Relações Exteriores solicitando audiência com o ministro do Desenvolvimento e Comércio para tratar do assunto.

A estrada é parte da rodovia que unirá os oceanos Pacífico e Atlântico, e está orçada em cerca de US$ 417 milhões, sendo que deste montante US$ 332 milhões serão custeados pelo Brasil, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES, estando à construção da mesma a cargo da empreiteira privada brasileira OAS LTDA.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações