Deputado critica descaso com vítimas de contaminação por chumbo na Bahia

Órgãos não compareceram à Audiência Pública marcada para esta terça-feira (29), na Comissão de Seguridade Social da Câmara dos Deputados, que trataria sobre o tema

O deputado Roberto de Lucena (PV-SP), autor do Requerimento que propôs a Audiência Pública marcada para a tarde desta terça-feira (29), na Comissão de Seguridade Social e Família para tratar sobre a contaminação de operários da indústria de minérios, pelo manuseio de chumbo, em Santo Amaro da Purificação (BA), criticou, no Plenário da Câmara, os ministérios da Saúde e do Meio Ambiente por não terem comparecido ao evento.

“Isso demonstra o descaso desses órgãos com a situação das pessoas que foram contaminadas pelo metal”, disse o deputado, que estava acompanhado da secretária de meio Ambiente da Cidade, Sandra Gomes, do procurador do município, Leandro de Almeida Vargas, do coordenador de projetos do município, José Santana, e do trabalhador Augusto César Lago Machado, representante das vítimas de contaminação.

Augusto César denunciou que trabalhou 19 anos em uma indústria sem os equipamentos de segurança e afirmou que está com várias doenças decorrentes da contaminação com chumbo. “Estou com paralisia facial, reumatismo e com problemas no sistema nervoso. Até hoje não fomos indenizados”, contou.

O deputado Roberto de Lucena foi enfático ao relatar sua preocupação com as consequências irresponsáveis da exploração do metal na cidade baiana. “Crianças, adolescentes, jovens, senhoras e senhores foram vítimas da contaminação, fruto da irresponsabilidade de uma empresa que, por décadas, explorou o chumbo no município de Santo Amaro da Purificação, e depois apenas abandonou o material. A população, desavisada, começou a utilizar-se desse material no reboco das casas, nas calçadas, com consequências devastadoras. Quero registrar nossa indignação com o descaso do Ministério do Meio Ambiente e também do Ministério da Saúde, que não levaram a sério o convite feito pela Comissão e não compareceram, tendo sido a audiência pública cancelada”, disse o deputado.

Roberto de Lucena também lamentou pela cidade atingida. “A população de Santo Amaro da Purificação está acompanhando nossos trabalhos e está sentida. O Prefeito, que é do PT, portanto da base do Governo, está sentido com o que acaba de acontecer. Faço este registro em nome do povo de Santo Amaro da Purificação, em nome das autoridades que aqui vieram, em nome do Prefeito da cidade e, sobretudo, em nome dos trabalhadores e trabalhadoras que foram vítimas da estupidez, da inconsequência, da irresponsabilidade de uma empresa que pensávamos que estava operando até mesmo fora do Brasil, mas agora tivemos informação de que ela está operando no Brasil, com sede no Estado de São Paulo”, encerrou Roberto de Lucena, que anunciou a retomada da Audiência Pública para o próximo ano.

O presidente da Sessão, deputado Inocêncio Oliveira, parabenizou o parlamentar pela iniciativa. “Quero parabenizar o deputado Roberto de Lucena por estar defendendo uma causa tão correta. Espero que as autoridades do País possam se sensibilizar com esse trabalho em defesa dos habitantes de Santo Amaro da Purificação. Meus parabéns e o desejo que seja imediatamente resolvido esse problema sério que compromete a saúde de todos aqueles que moram em Santo Amaro da Purificação”, disse.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações