Deputado Roberto de Lucena critica não extradição de Cesare Battisti

Em mais um discurso na tribuna da Câmara, nesta terça-feira (30), o deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) voltou a criticar a decisão do Supremo Tribunal Federal em não extraditar o ex-terrorista italiano Cesare Battisti.

Em seu discurso, Roberto de Lucena criticou também as declarações que Cesare deu em entrevista a uma revista semanal. Ele declarou que o Brasil é “um oásis, um continente de gente maravilhosa que o ajudou muito sem o conhecer”. Cesare Battisti foi acolhido no Brasil; absolvido, já recebeu o seu RG, o seu CPF e diz na entrevista que pretende agora se naturalizar.

Para o deputado Roberto de Lucena, isso significa uma afronta ao povo brasileiro e, em especial, ao povo italiano. “Ele está livre, está solto, diferentemente dos familiares de suas vítimas, na Itália, que estão e estarão para sempre presas nos cárceres do sentimento de impotência e da injustiça. O povo italiano que nos perdoe!”, lamentou o deputado.

O parlamentar paulista, que é vice-líder do Partido Verde na Câmara, disse que foi gerado um grande problema diplomático entre Brasil e Itália. “Uma ferida foi aberta e não vislumbro quando ela será fechada”, alertou.

No fim de seu pronunciamento, o deputado Roberto de Lucena foi mais incisivo: “Que fique mais uma vez, portanto, registrado nos anais dessa Casa, a indignação desse parlamentar em relação a não extradição de Cesare Battisti para a Itália e a preocupação com os desdobramentos que se prenunciaram e que os meios de comunicação dessa Casa tornem público essa nossa posição”, concluiu.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações