Deputado comemora aprovação da proposta sobre o confisco de terras de escravagistas e a aprovação do projeto de enfrentamento à pedofilia

Sr. Presidente, Sras e Srs. Parlamentares, quero inicialmente saudar entre nós a presença dos agentes comunitários de saúde de todo o Brasil e apoiar a luta da categoria em defesa do seu piso salarial nacional. Eles estão aqui, nesta semana toda, marcando posição. Estão presentes, trazendo a esta Casa uma reflexão muito importante.
Quero também saudar as companheiras e os companheiros da União Geral de Trabalhadores – UGT, que estão, durante todo o dia de hoje, participando de seminários aqui na Casa, num compromisso da UGT de apoiar a PEC do Trabalho Escravo. Nós somos contra o trabalho escravo no Brasil e vamos trabalhar pela aprovação dessa PEC no dia de amanhã.
Finalmente, Sr. Presidente, eu quero festejar, eu quero comemorar, eu quero celebrar a aprovação do projeto de lei que marca a posição desta Casa no enfrentamento da pedofilia, que é a chaga, a feiúra, um mal da sociedade, que esta Casa decide romper e enfrentar, colocando ainda mais rigor na punição de um crime que produz muito mais do que males e danos físicos, pois agride a alma e, muitas vezes, provoca danos irreparáveis.
Esta Casa, que tem um compromisso em defesa da luta, em defesa da vida, em defesa da criança e em defesa do adolescente, está de parabéns. Também estão de parabéns o Presidente Marco Maia, a Mesa Diretora e o corpo de Líderes, que fizeram o possível para que votássemos e aprovássemos esse projeto de lei.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações