Deputado comemora adicional de periculosidade para vigilantes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os vigilantes, seguranças e trabalhadores expostos a risco de roubo ou violência terão direito  a adicional de periculosidade. O benefíocio  faz parte de um Projeto de Lei (PL1033/03), aprovado nessa terça-feira (13), no Plenário da Câmara dos Deputados.

De acordo com o projeto, o salário dos vigilantes terá um acréscimo de 30% em razão aos riscos que estão expostos no cumprimento de suas atividades.

Roberto de Lucena comemorou a aprovação: “A classe trabalhadora, merece esse reconhecimento, são profissionais que para defender o patrimônio de outras pessoas, arriscam diariamente suas vidas”, comemorou o parlamentar, vice-presidente da União Geral dos Trabalhadores- UGT.

O projeto modifica a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) ao estender também o adicional de periculosidade para qualquer trabalhador cuja atividade implique risco de exposição permanente à energia elétrica.

A legislação previa o adicional ao empregado que exerce atividade no setor de energia elétrica, mas não a todos que possam estar expostos ao risco. O Ministério do Trabalho vai regulamentar quais serão essas atividades.

A proposta segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações