Candidatura do deputado federal Roberto de Lucena à reeleição é homologada pelo PV

Roberto de Lucena na Convenção do PV

Roberto de Lucena na Convenção do PV

O deputado federal Roberto de Lucena teve sua candidatura à reeleição homologada pelo Partido Verde (PV) neste domingo (15/06), na Convenção Estadual, que ocorreu nas dependências do Espaço Hakka Eventos, na Liberdade. A Executiva Estadual do PV-SP oficializou, na ocasião, os candidatos ao Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa que disputarão as eleições em outubro.

Em seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados, Roberto de Lucena, que é pastor da Igreja O Brasil Para Cristo, se destacou como um dos mais atuantes parlamentares da bancada evangélica. Uma das suas primeiras propostas apresentadas foi o projeto de lei que torna a corrupção crime hediondo, em 2011. O parlamentar também contribuiu com propostas para o endurecimento da Lei Seca; apresentou o projeto que proíbe a utilização de animais em testes de laboratório pela indústria de cosméticos e produtos de limpeza, abraçou a luta contra o infanticídio indígena, dentre outras iniciativas.

Em defesa da vida e da família, Roberto de Lucena posicionou-se firmemente contra propostas de legalização do aborto e da descriminalização da maconha, também teve importante papel na resistência da bancada evangélica ao “Kit Gay”, junto ao governo da Presidenta Dilma Roussef.

O deputado ainda jogou todo o peso do seu mandato na defesa da população contaminada por chumbo e outros metais pesados em Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo Baiano. “Esta é uma grande batalha, e temos muitas lutas para vencer. Identificamos o mesmo rastro de contaminação e tragédia em Adrianópolis, no Paraná; no Vale do Ribeira, em São Paulo; em Minas Gerais e, mais recentemente, no Estado do Pará”, destaca o deputado.

Como vice-presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Roberto de Lucena está comprometido com a luta da central sindical contra o fator previdenciário, que compromete a renda e a qualidade de vida dos trabalhadores, quando se aposentam.

Em seu mais recente projeto de lei apresentado na Câmara dos Deputados, em 6 de junho, Roberto de Lucena propõe a isenção de impostos sociais (PIS/Pasep e Cofins) na venda dos medicamentos. Em outro projeto, propõe a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) nos medicamentos.

“A renovação do nosso mandato é necessária porque não podemos deixar pelo meio do caminho as lutas que já iniciamos”, pontua o deputado, que representa no Congresso a região do Alto Tietê.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações