Câmara lança selo personalizado para comemorar os 25 anos da Constituição

P presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, e a vice-presidente dos Correios, Morgana Cristina Santos, durante evento.

P presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, e a vice-presidente dos Correios, Morgana Cristina Santos, durante evento.

 

O deputado federal Roberto de Lucena (PV/SP) participou do lançamento, pela Câmara dos Deputados, Correios, Ministério das Comunicações e governo federal, de um selo personalizado e carimbo comemorativo. O evento, realizado nesta terça-feira (08/10) fez parte das comemorações dos 25 anos da Constituição de 1988.

Ainda dentro da programação de aniversário da Constituição, a Casa realizará amanhã, dia 9, uma sessão solene em comemoração aos 25 anos da Carta de 1988, promulgada no dia 5 de outubro. A homenagem, requerida pelo presidente da Casa, deputado Henrique Alves, quer ressaltar as garantias sociais e políticas trazidas pela Carta Magna. A sessão está programada para as 10h, no Plenário Ulysses Guimarães.

 

Medalhas

Durante a sessão solene desta quarta-feira, será entregue a Medalha Assembleia Nacional Constituinte a parlamentares e colaboradores que participaram da elaboração da nova Carta. Cunhadas em ouro, prata e bronze pela Casa da Moeda do Brasil, as medalhas serão entregues pelo presidente Henrique Eduardo Alves. O objetivo da iniciativa é reconhecer o trabalho daqueles que colaboraram de forma decisiva para a promulgação da Constituição época.

 

Exposição

Também amanhã será aberta, oficialmente, a exposição “Imprensa, Arte e Cidadania: 25 anos da Constituição de 1988”, no corredor de acesso ao Plenário. A mostra retrata, por meio de cartazes, pôsteres, charges e quadros veiculados pela imprensa nacional, o clima político da época e a repercussão da promulgação da Carta Cidadã. Parte das peças reproduz acervo do Museu da República, do Rio de Janeiro.

Algumas imagens da exposição destacam a ampla mobilização de movimentos sociais na luta pelos direitos e garantias fundamentais. Foi exatamente a incorporação desses direitos ao novo texto constitucional que levou o então presidente da Assembleia Nacional Constituinte, deputado Ulysses Guimarães, a chamá-lo de “Constituição Cidadã”. A mostra ficará aberta ao público até o próximo dia 15 de novembro.

 

Fonte: Agência Câmara Notícias

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações