Roberto de Lucena consegue apoio na Câmara dos Deputados para Declaração de Istambul

Roberto de Lucena chamou atenção para o drama das minorias étnicas e religiosas da Síria

Roberto de Lucena chamou atenção para o drama das minorias étnicas e religiosas da Síria

A Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados aprovou, hoje (8), moção de apoio à Declaração de Istambul sobre a situação da Síria que, há meses, está enfrentando uma verdadeira guerra civil. A Declaração foi lançada em abril por entidades cristãs internacionais ligadas à RLP – Religious Liberty Partnership, durante a Consulta Anual de líderes que aconteceu em março passado, em Istambul, na Turquia.

A moção de apoio foi aprovada mediante apresentação do requerimento nº 7634/2013 pelo deputado da Frente Parlamentar Evangélica, Roberto de Lucena, que é membro titular da Comissão de Relações Exteriores.

O parlamentar evangélico levou, ainda, o tema sobre a crise na Síria ao plenário na Câmara dos Deputados, depois de se reunir e discutir o assunto com a Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE. Em seu pronunciamento, Lucena chamou atenção especial para o drama vivido pela população e minorias étnicas e religiosas locais, especialmente a comunidade cristã daquele país.

O deputado federal enfatizou os principais pontos da Declaração de Istambul sobre a Igreja na Síria, que enfoca a gravidade da crise e convocou a comunidade internacional a “prover suficiente proteção para todas as comunidades étnicas e religiosas, bem como seus locais históricos, religiosos e culturais”.

O documento ainda insta os cristãos de todo o mundo a orar pela paz e estabilidade da nação em guerra civil. A intenção é sensibilizar agentes políticos e a sociedade para a criação de uma solução pacífica para a atual crise, incluindo a reconciliação entre as várias comunidades étnicas e religiosas daquele país. Outro objetivo é utilizar práticas que priorizem o bem-estar de todos os sírios ao prover assistência necessária. 

O número de refugiados sírios que, fugindo da guerra civil, atravessaram as fronteiras para países vizinhos alcançou 1,4 milhões de pessoas, de acordo com a agência de refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU). O número de mortos, segundo a ONU, já chega a 70 mil pessoas, e problemas de financiamento locais estão forçando que os serviços médicos à população sejam reduzidos, aumentando o número de baixas.

Roberto de Lucena, em seu discurso, também chamou a atenção para as permanentes violações de direitos humanos fundamentais que, por certo, agravam a segurança e bem estar da população síria. “É necessário utilizar práticas que priorizem o bem-estar de todos os sírios e prover assistência advogando em nome dos vulneráveis”, afirmou o deputado.

O deputado destacou ainda o papel da RLP e da ANAJURE como entidades que têm lutado arduamente em favor das minorias éticas e religiosas da Síria e de outros lugares do mundo onde são cometidas violações aos direitos humanos fundamentais.

A Declaração Istambul na íntegra pode ser vista no site da ANAJURE aqui http://www.anajure.org.br/anajure-intercede-sobre-crise-na-siria/.

 

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba nossas Informações