fbpx

Roberto de Lucena quer criar Centros de Referência à Pessoa Idosa em todos os estados

atendimento_pessoaidosaO deputado federal Roberto de Lucena (PV/SP), presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa (CIDOSO) da Câmara dos Deputados, apresentou uma emenda ao Orçamento Geral da União (OGU) no valor de R$ 300 milhões de reais, com o intuito de criar Centros de Referência à Pessoa Idosa em todos estados brasileiros.

Os Centros de Referência do Idoso (CRIs) são espaços de uso exclusivo para pessoas maiores de 60 anos, que oferecem atendimento médico ambulatorial aliados à espaços de convivência. O objetivo do parlamentar é disseminar esse atendimento especializado por todo o país, desenvolvendo ações de prevenção à violência, promoção da cidadania, combate ao preconceito e a discriminação, além de orientação jurídica, social e psicológica.

Roberto de Lucena quer que os CRIs sejam referência na área da geriatria ou gerontologia no Brasil. Por meio de uma equipe interdisciplinar capacitada, as vítimas de violência, o agressor e a família do idoso serão assistidos. “São vários os tipos de violência que o idoso sofre, e o mais impressionante é que 50% do agressores são os próprios filhos, seguidos dos cônjuges (20%)”, explicou o presidente da CIDOSO. Com o recurso proveniente desta emenda, Lucena ainda quer reforçar o serviço de atendimento do Disque-Idoso, para que esse canal oportunize às pessoas uma orientação geral sobre os Diretos Humanos e as garantias legais. “Existem hoje cerca de 600 milhões de pessoas com 60 anos de idade ou mais em todo o mundo. Até 2025 esse número deverá dobrar, e em 2050 serão dois bilhões de idosos. Esses dados nos chamam para a responsabilidade de cuidarmos, ainda mais, da pessoa idosa em nosso país”, destacou Lucena.

Texto: Izys Moreira – Assessoria de Imprensa
Foto: divulgação da internet