fbpx

ROBERTO DE LUCENA LANÇA SEU LIVRO “FÉ, TRABALHO E ESPERANÇA”

Na próxima sexta-feira, 08, o deputado federal, pastor e escritor Roberto de Lucena, lançará o seu livro “Fé, Trabalho e Esperança”. Construído sob o tema “Minha história com Deus, no Ministério e no Parlamento a serviço da coletividade”, o exemplar desmistifica a relação da política com a religião através de muita fé e muito trabalho”. O lançamento será feito na livraria Saraiva do Shopping Center Norte, em São Paulo, às 19h.

A obra é uma autobiografia onde, resumidamente, Lucena conta algumas de suas lutas em sua missão política nos últimos 8 anos de mandato como deputado federal, sua trajetória ministerial como pregador do evangelho, pastor e um líder religioso que já presidiu uma das maiores igrejas evangélicas do país e ainda sua história de vida pessoal. “Inicialmente tive o desejo de simplesmente preservar alguns fatos, muitas vezes ameaçados por versões, mas espero que de alguma forma, bem mais do que isso, esse livro inspire e edifique a muitos, de muitas maneiras”, afirmou.

Ainda jovem, Roberto de Lucena recebeu forte influência religiosa de seu pai e de seus avós paternos, o que fez aflorar cedo a vocação eclesiástica. Pregador desde os seis anos de idade, ele se tornou pastor evangélico aos 20 anos. Em 2010, atendendo aos apelos de lideranças eclesiásticas e de movimentos sociais, Roberto de Lucena candidatou-se a uma vaga na Câmara dos Deputados, tendo sido eleito com a 3º maior votação do Partido Verde em São Paulo, em mais de 430 municípios do Estado.

“Sou, portanto, um brasileiro ‘isabelense’, tenho sangue dos filhos de Israel correndo nas veias, pois sou descendente de judeus espanhóis e portugueses, sou paulista e filho de nordestinos, e sinto-me muito honrado por isto. Além disso, sou um cristão, evangélico, pentecostal, e sou parte da Igreja O Brasil Para Cristo, tendo o privilégio de ser um pastor e a bênção de ser filho de pastor e neto de diáconos. Estou deputado federal. Fui eleito em 2010 e reeleito em 2014, como representante do povo de São Paulo no Congresso Nacional, e estive Secretário de Estado de Turismo em São Paulo nos anos 2015 e 2016”, trechos do livro.

Em sua autobiografia o deputado dedica um capítulo ao Apóstolo Doriel a quem ele considera o seu segundo pai. “Dias depois de 14 de Outubro de 2010, quando meu pai faleceu, o Apóstolo Doriel ao me visitar, retirou do bolso um lenço branco e enxugou minhas lágrimas, dizendo: “Irmão, não chora. Agora eu serei o seu pai”. E ele foi. E eu fui um de seus filhos. A sua morte era sabidamente uma questão de tempo, mesmo assim eu não estava preparado para perdê-lo. Foi como perder meu pai pela segunda vez”, uma de suas referências ao apóstolo.

Serviço

Quando: 08/06/18

Local: livraria Saraiva do Shopping Center Norte/SP

Horário: 19h