fbpx

Parlamentares da CIDOSO buscam informações sobre o envelhecimento ativo no Rio Grande do Sul

poa_editada02Uma comitiva da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CIDOSO) da Câmara dos Deputados está no Rio Grande do Sul coletando informações aprofundadas e estudos sobre o envelhecimento ativo e com qualidade de vida para corroborar com as proposições e políticas públicas voltadas à pessoa idosa. O objetivo do grupo é visitar as cidades de Porto Alegre e Veranópolis ainda hoje.

poa_editada04Em Porto Alegre, pela manhã, o presidente da CIDOSO, deputado Roberto de Lucena (PV/SP), e as integrantes da comissão, deputadas Leandre Dal Ponte (PV/PR) e Marinha Raupp (PMDB/RO) representada por seu assessor, estiveram em reunião com o diretor do Instituto de Geriatria e Gerontologia (IGG) da PUC/RS, Prof. Dr. Newton Luiz Terra e representantes da instituição. O corpo docente do IGG está apresentando aos parlamentares as ações realizadas para melhorar a qualidade de vida da população idosa gaúcha.

À tarde, a comitiva irá para a cidade de Veranópolis. Na ocasião, os deputados irão conhecer o Grupo de Convivência da Longevidade da cidade e encontrar com o prefeito da cidade, Carlos Alberto Spanhol, com a presidente do Conselho Municipal do Idoso de Veranópolis, Neide Maria Bruscato, com o secretário de Saúde, Neivaldo Carvalho, com a secretária de Educação e Cultura, Elis Regina Peracchi Fávero, e com a secretária de Assistência Social, Igmar Caponi.

poa_editadaA CIDOSO quer conhecer as políticas públicas adotadas na região e os programas de longevidade desenvolvidos pela prefeitura, a fim de analisar como poderiam ser replicadas no país. “Precisamos entender o que acontece na região, quais são as ações públicas que corroboram para que o envelhecimento desses gaúchos chegue com qualidade, especialmente na cidade de Veranópolis aonde as pessoas alcançam quase 100 anos de vida com disposição e tranquilidade. Queremos aproveitar toda a experiência na Serra Gaúcha e aprimorarmos a legislação nacional, para que todos os brasileiros, em todas as regiões, sejam também beneficiados em suas velhices”, afirmou o presidente da Comissão, Roberto de Lucena.

veranopolisSobre Veranópolis
Conhecida como Terra da Longevidade, Veranópolis possui uma população com quase 23 mil habitantes (conforme Censo 2010 do IBGE) e uma área de 289 km². Segundo a Fundação de Economia e Estatística (FEE) do Rio Grande do Sul, é uma das melhores cidades para se viver, sendo o município com o 9º melhor Índice de Desenvolvimento Socioeconômico no estado.

Veranópolis tem 15,3% da população acima de 60 anos – enquanto a média nacional é 10,8%. A expectativa de vida chega a 75,3 anos. Segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) é de 0,773 – o que situa o município na faixa superior desse indicador. Longevidade é a dimensão que mais contribui para o IDHM, seguida de renda e educação.

Desde o início dos anos 90, os moradores conquistam longevidade com qualidade de vida ao cultivar hábitos saudáveis que não se restringem apenas à alimentação. Esse conceito inclui atividade física, repouso, lazer, vida familiar e convivência social, além da fé e valorização do envelhecimento. Chegar fácil aos 80 anos vendendo saúde e alegria em Veranópolis já ganhou estudos acadêmicos e manchetes de jornais.

Texto: Izys Moreira – Assessoria de Imprensa
Foto: Rafaela Feitoza
Com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Veranópolis