fbpx

Lucena e comunidade do Cachoeira comemoram: passarelas sobre a Dutra estão sendo construídas

Por João Renato Amorim

Recém-eleito para o terceiro mandato, o deputado federal Roberto de Lucena (PODE-SP) conseguiu, através de intermediação direta com o Governo Federal, duas passarelas, que já estão em construção, no trecho arujaense da Rodovia Presidente Dutra (BR-116), nos bairros do Cachoeira (km 196,9) e Copaco (km195,5), locais com elevados índices de acidentes.

Depois se reunir com as lideranças destes bairros e ouvir os inúmeros relatos sobre o perigo iminente das pessoas que se viam sem opções para atravessar a rodovia, ele se empenhou para concretizar a viabilização das passarelas. “A intenção principal é que vidas sejam poupadas no futuro”. No bairro Cachoeira, local onde ocorreram vários atropelamentos, inclusive com vítimas fatais, Lucena agradeceu ao trabalho conjunto de lideranças do bairro – principais responsáveis pela reivindicação – e de alguns vereadores da cidade para a obtenção da obra. “Elas só foram possíveis graças a uma negociação direta com o presidente da República, Michel Temer (MDB) que, por sua vez, contatou o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. A pasta conseguiu incluir as duas ligações no contrato da concessionária responsável pelo gerenciamento da estrada, a CCR NovaDutra. Serão gastos 4,3 milhões de reais nas duas passarelas”.

Lucena diz que, em breve visitará os locais das obras para acompanhar os andamentos dos trabalhos. Segurança e saúde de Arujá também receberão verbas.

Além do transporte, Roberto de Lucena diz ter assegurado uma verba de R$ 34 milhões para a construção de um hospital municipal na cidade. Para garantir sua viabilidade, o deputado aguarda apenas um parecer do Ministério da Saúde para a liberação do orçamento, o que pode acontecer nos próximos dias. Com a construção da futura unidade, não apenas a cidade, mas a região do Alto Tietê poderá contar com o aumento significativo da capacidade de atendimento médico-hospitalar, garante Lucena.

No caso da segurança, apenas a Guarda Municipal terá à sua disposição R$ 400 mil visando a melhoria do sistema de vigilância e a compra de novos equipamentos. As cidades que já possuem um programa integrado de monitoramento foram as que tiveram prioridade no envio das emendas. Lucena promete no ano que vem se reunir com a prefeitura e o CONSEG (Conselho de Segurança) para definir quais outros pontos nesse aspecto necessitam de melhorias.

Fonte: Jornal de Arujá