fbpx

Arujá recebe visita da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa

darujaO Centro Dia do Idoso (CDI) de Arujá recebeu a visita dos deputados federais Roberto de Lucena (PV-SP) e Leandre Dal Ponte (PV-PR) na tarde de ontem (11/11), em missão oficial da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (Cidoso), da Câmara Federal.

Os parlamentares, que compõem a presidência da comissão, foram ao CDI para conhecer o serviço prestado pela unidade da Secretaria Municipal de Assistência Social aos idosos arujaenses.

Eles foram recepcionados pela secretária da Pasta, Maria Luzia Bortone Salles Couto, e pelo prefeito eleito de Arujá, José Luiz Monteiro. Agradecendo a presença dos deputados, a secretária apresentou as ações do setor, que atende a população em situação de vulnerabilidade por meio de diversos programas, como o Renda Mínima e a Frente de Trabalho.

Ela também abordou a parceria do CDI com o Centro de Convivência do Idoso e a solidária e eficiente participação dos voluntários no trabalho com os idosos.

“Quero que todos os que estão envolvidos com a causa do idoso se sintam acolhidos. O sucesso do nosso trabalho se deve principalmente ao apoio dos voluntários, resgatando a história dessas pessoas e proporcionando a elas o lazer”, afirmou Maria Luzia,lembrando também do importante trabalho da ex-presidente do Conselho Municipal do Idoso, Ana Cristina Poli (vereadora eleita), e da atual, Regina Miranda Grubba, presentes na solenidade.

Outras autoridades compareceram ao encontro, como o secretário executivo da Cidoso, Marcos Vasconcelos, o diretor regional de Desenvolvimento e Assistência Social (DRADS), José Resende, o servidor da Secretaria de Obras, Juvenal Penteado, e o vereador Julio Taikan Yokoyama, o Julio do Kaikan.

Presidente da Cidoso, Roberto de Lucena elogiou o trabalho desenvolvido pela Assistência Social de Arujá e disse que a comissão é uma instituição nova e permanente da Câmara Federal que tem o objetivo de defender os direitos dos idosos, ação que era secundária no legislativo.

“Viemos aqui conhecer o trabalho de vocês e ouvi-los. Não são leis que estão faltando no Brasil, mas sim políticas públicas capazes de fazerem as leis funcionarem”, disse o deputado, acrescentando a expectativa de vida no País está aumentando e são necessárias ações e diretrizes para que as pessoas envelheçam com qualidade de vida.

A deputada Leandre Dal Ponte, vice-presidente da comissão, também abordou a questão da responsabilidade da política para com os idosos: “O nosso desafio é fazer com que as pessoas que estão envelhecendo não dependam dos aparelhos do Estado, mas sejam autônomas”.

Ela disse que pretende voltar a Arujá para ver a evolução do trabalho com os idosos. O público atendido pela unidade e que esteve participando do evento também pôde dar sua contribuição à iniciativa por meio de depoimentos.

Apresentação de dança
Coordenados pelo professor de dança Luiz Farias, os participantes do Centro de Convivência do Idoso mostraram potencial ao dançarem duas músicas durante o evento.

Cidoso
A Comissão de Defesa dos Direitos de Pessoa Idosa foi criada este ano com a finalidade de apresentar leis ao Executivo que garantam a qualidade de vida da população idosa brasileira, na criação de políticas públicas que funcionem na prática.

Fonte: Jornal Diário de Arujá
http://www.diariodearuja.com.br